terça-feira, 27 de março de 2012

O sexo dos anjos

Foto: Daniel Barcellos Brito
     Sinto-me como um limão cortado errado, ou, como prefere a Graciosa Severa, como um maracujá de gaveta. Espremo, espremo... e não sai nada. Torço a caneta, esmurro o teclado e acendo velas votivas a Calíope. Em vão.
     Já conheço os sintomas: estou em plena crise de TPM - Transtorno de Postagem Malparada. E só há um meio de contornar essa crise existencial: enchendo linguiça.
     Portanto, fui buscar nos primórdios do Sete Ramos algum assunto que pudesse interessar à maioria dos meus amigos. E achei "O sexo dos anjos".
     Lá vai. Afinal, sexo sempre dá ibope...
*   *   *   *   *
     Se quisermos discutir o sexo dos anjos, podemos começar pelo gênero gramatical das categorias dessas curiosas criaturas:
     1- Categorias masculinas: anjos, arcanjos, querubins, serafins e tronos.
     2- Categorias femininas: dominações e potestades.
     Mas é claro que gênero gramatical não é sexo biológico. Se aceitarmos que anjos são espíritos, a discussão termina aqui. Espíritos não têm sexo, e ponto final.
     A coisa muda de figura no caso do sexo dos demônios. Íncubos e Súcubos são categorias de capetas com características sexuais acentuadas: Íncubos são demônios machos, Súcubos são demônios fêmeos. O Santo Ofício se divertia nos processos de bruxaria com as travessuras desses diabos e diabas. Está aí um bom prato para meu amigo Jair. E enquanto ele cozinha essa sopa no seu caldeirão, eu mudo de assunto; o título desta matéria é meramente ilustrativo. Vamos ao que interessa. 
     Acho que foi João Ubaldo Ribeiro que, com sua verve característica, desancou em um artigo de jornal a mania que certas pessoas têm de questionar o sexo das palavras - como se as palavras tivessem sexo...
     Muita gente boa confunde sexo biológico com gênero gramatical. "Águia", por exemplo, é uma palavra do gênero feminino, que designa tanto o macho como a fêmea da espécie. Aliás, quando se usa o epiceno, deve-se dizer "a águia macha", pois o qualificativo deve concordar com o substantivo em gênero gramatical, e não em sexo biológico. Assim também "o rinoceronte fêmeo".
     Muitos animais têm nomes diferenciados em gênero para designar o sexo. O cavalo e a égua, o cão e a cadela, o leão e a leoa. Começa aí a confusão que muitos fazem entre o sexo e o gênero gramatical.
     Considere as frases: "O leão é o rei dos animais". "O leão vigia enquanto a leoa caça".
     "Leão", na primeira frase, designa a totalidade da espécie, incluindo as leoas. O gênero gramatical da palavra é totalmente independente do sexo biológico.
     Na segunda frase, o significado da mesma palavra restringe-se claramente ao macho. Aqui, o gênero gramatical parece sofrer a influência do sexo biológico. Mas isso é apenas uma falsa impressão, como veremos a seguir.
     Quando não há diferenciação na designação do gênero gramatical entre os sexos de uma espécie, é necessário usar o epiceno para se obter o mesmo resultado. Por exemplo:
"A borboleta é um lepidóptero". "A borboleta macha pouco se diferencia da fêmea".
     Ocorre aqui, com a palavra "borboleta", o mesmo efeito que observamos no exemplo anterior, com a palavra "leão", sendo que "borboleta" continua sendo uma palavra do gênero feminino, sem a menor influência do sexo.
     Nas línguas neolatinas a confusão é maior ainda, pois mesmo objetos inanimados são designados por palavras com gênero definido: a cadeira, o armário, a coisa, o objeto. E os gêneros se misturam livremente, sem problemas. O armário é uma coisa. A cadeira é um objeto.
     No trato dos assuntos que envolvem as pessoas, o circo pega fogo. Até o sexo do próprio Deus é questionado, como se um espírito tivesse sexo. As representações clássicas de Deus como um ser humano do sexo masculino podem, é claro, ser questionadas. Mas o gênero gramatical do substantivo é apenas isso - uma questão de gramática - e não merece maior atenção.
     Vejamos alguns exemplos sobre o modo de tratar as pessoas:
     - Um chefe de Estado deve ser tratado no feminino? Que tal mudarmos para "Vosso Excelêncio"?
     - Uma bela mulher pode ser tratada como "um colírio para os olhos"? Não seria melhor "uma bênção para a visão"?
     Para me guiar nesta selva, estabeleci um esquema para meu próprio uso. Os gêneros gramaticais podem ou não ter relação com o sexo biológico. São independentes do sexo os nomes de tudo que não tem vida biológica:
     1- Gênero masculino: "O gênero gramatical, o sertão, o armário, este, aquele".
     2- Gênero feminino: "A classe gramatical, a cadeira, a galáxia, esta, aquela".
     3- Gênero neutro ou indefinido: "Isto, aquilo".
     Têm relação com o sexo todos os nomes que se referem a seres vivos, diferenciando ou não os sexos:
     1- Gênero masculino: "O mineiro, o senhor embaixador, o gato".
     2- Gênero feminino: "A sereia, as náiades, a gata".
     3- Gênero comum aos dois sexos: "O artista, a artista, o ciclista, a ciclista".
     4- Gênero sobrecomum (ou unissex): "A criança, o bebê, o nascituro". Aqui, a relação com o sexo pode ser entendida como uma relação pseudo-epicênica: ninguém diz "a criança macha", mas sim "a criança do sexo masculino".
     Epiceno é um indicativo de sexo, usado quando necessário: "A baleia macha - O jacaré fêmeo".
     No meu esquema, os gêneros masculino e feminino podem ser ou não relacionados ao sexo, o que às vezes provoca confusão. Aceito sugestões para melhorá-lo.
     Para as (os) feministas mais radicais, insisto: alguns nomes designam todo um grupo biológico:
     " - O cão é o melhor amigo do homem". Cão e homem incluem cadelas e mulheres.
     " - Salvemos as baleias". É claro que os machos estão incluídos.
     No caso, "homem" significa "A HUMANIDADE", e "baleia" quer dizer "OS CETÁCEOS". Sexo não tem nada a ver.
     Há muito o que conquistar ainda, mulheres e feministas. Não percam tempo lutando contra ignorantes que não sabem a diferença entre sexo biológico e gênero gramatical.
Concordância gramatical existe, e deve ser respeitada. E a concordância entre sexos?
*   *   *   *   *
     E como o caso é encher linguiça, a imagem que abre esta matéria nada tem a ver com o assunto. É uma foto tirada pelo meu neto Daniel, às 19:30 de ontem, da conjunção da Lua com Vênus.

27 comentários:

  1. Barcellos,
    Excelente explanação num campo da gramática no qual tenho certa dificuldade. Gostaria de acrescentar que nos anos setenta as feministas reivindicaram não mais serem chamadas de "poetisas" e sim de "poetas" quando fossem dedicadas as musas. Não sei o porquê e não entendo o que tem de humilhante passar por poetisa. Abraços e parabéns, JAIR.

    ResponderExcluir
  2. Hoje não posso escrever
    a chuva encolheu-me alma.
    Os dedos ficaram enregelados, sem vida.
    Foi-se a inspiração arrastada pelo vento.
    Hoje não...
    o papel desfez-se sob o ácido da água
    E a tinta borrou meus olhos.
    Hoje não...
    As palavras esconderam-se teimosas
    atrás de nuvens negras
    à espera que passe a tempestade.
    Não.
    Hoje não.


    Linda a foto do teu neto.... Vénus parece um coração :))

    Beijinho

    ResponderExcluir
  3. Seu




















    Seu netinho tem muito talento pela fotografia!!

    Rodolfo..obrigada pela aula de gramática.

    Gostei da ultima frase:

    E a concordância entre os sexos??

    bjs

    ResponderExcluir
  4. "Sinto-me como um limão cortado errado, ou, como prefere a Graciosa Severa, como um maracujá de gaveta. Espremo, espremo... e não sai nada. Torço a caneta, esmurro o teclado e acendo velas votivas a Calíope. Em vão."
    Gostei !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Pois sempre recepciono esse meu amiguinho de uma forma tão carinhosa,tão singular,tão amigável...
    Hj vc superou numa postagem tão gramatical...tão cheia de concordâncias...
    Deixo um segredo de mim para ti.
    És sumamente inteligente,por isso tiro sempre o chapéu prá ti...
    bjssssssss

    ResponderExcluir
  5. O mar.. a mar... tudo só uma questão de gênero e artigo...
    Bela foto hein?
    Ontem não vi o fenômeno pq aquie tava tudo nubalado Barcellos!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Primeiro, elogios à foto do Daniel, um show de imagem!
    "Não percam tempo lutando contra ignorantes que não sabem a diferença entre sexo biológico e gênero gramatical."
    Isto inclui a "Presidenta"?
    Bela aula de enchimento de linguiça! Uma linguiça alemã, regada a chope gelado!
    Abraços, Mestre!

    ResponderExcluir
  7. Então é assim que se enche, com maestria, uma linguiça? Bom saber. Nada de limão cortado errado, muito menos maracujá de gaveta... O senhor talvez tenha sido acometido de uma sutil preguiça poética, que se dissipará numa breve alvorada.

    Beijos, meu querido.

    ResponderExcluir
  8. Deslumbrante o click do Daniel. Beije-o por mim...

    ResponderExcluir
  9. Pois estou com nossa MI_lene...nada de fruta azeda ou enrugada, vc tá mais pra um bom vinho, uma estação da natureza poética, que apenas troca as folhas e se renova...isso exige um "tempo" que sugere esse sentimento que descreve, mas é apenas uma pausa, uma curta e breve pausa, que logo será interrompida pelo toque da alvorada de tuas emoções que estão germinando...te acalma meu querido, a gente saboreia, enquanto espera, estas encheções de boa lingüiça...bobo!

    A foto de Daniel é um primor...os olhos dele espelham teu olhar de poeta...isso seria genético?

    Bjos, meu querido!!

    ResponderExcluir
  10. Eita !Que essa caneta não pode deixar de me inspirar oras!!rs Meu lindo vim deixar um bjo e meu obrigado pelo carinho que me tens!

    ResponderExcluir
  11. Bom, pra começo de assunto sempre que venho a este blog eu me sento nas carteiras da frente, dentro da sala de aula do Professor RR, conhecem? Demais né?

    Em segundo lugar nada de aromas cítricos por enquanto, porque o outono nos remete ao aconchego do erva-doce, da canela e do matiz cinza azulado das tardes.

    Em terceiro, entendi no começo da leitura que faltam-lhe assuntos, ou palavras... CARACA! Imagine se você tivesse inspirado então? rs

    Você RR, é e sempre será nosso mestre.
    Não importa o sexo dos anjos quando se tem musas.

    beijo estalado da "Calíope"

    ResponderExcluir
  12. Hoje te levei para mais perto de mim aqui...rs bjos!
    http://amizademarcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Hoje é aniversário de uma amiga
    muito especial para mim.
    E para todos nos blogueiros caso não a
    conhecer o endereço dela esta na postagem do blog.
    Que tal deixar seu carinho a essa pessoa
    tão especial?
    Uma linda tarde beijos no coração.
    Evanir.
    A aniversariante é a Marcia Luconi.

    ResponderExcluir
  14. Querido amigo, gosto sempre de o ler.

    A inspiração está na alma do poeta e a sua é enorme, acontece que por vezes precisa estar em silencio para meditação... aguardemos.

    A foto do neto é lindíssima, faz-nos sonhar.

    beijos
    cvb


    *está no oceano, o carinho que você me dedicou em palavras...

    ResponderExcluir
  15. Ola meu querido poeta!

    Amo teus posts de qualquer modo!E a foto do teu neto ficou um deslumbro!

    Voce sempre será o nosso poeta inspirador!Adoro ler-te!

    Obrigada pelo carinho la no nosso cantinho!

    Beijos com admiração!

    ResponderExcluir
  16. EU ESTOU NA TPM TAMBEM SRSR MAS A MINHA É MAIS PERIGOSA QUE A TUA SRSR SRSR
    QUANTO A ENCHER LINGUIÇA A SE TODOS QUE ENCHESSEM LINGUIÇA DESSE UMA AULA DESSAS ...LINGUIÇA SERIA SINONIMO DE CULTURA ...RODOLFO TODOS NÓS TEMOS NOSSAS TPM NAS ESCRITAS ..EU TAMBEM ANDO ASSIM..MAS NÃO CONSIGO FICAR LONGE DOS BLOGS DEPOIS PASSA
    BJS AMIGO

    OTILIA

    ResponderExcluir
  17. BOA TARDE MEU AMIGO!
    AMIGO SÓ, NÃOOOOO! PROFESSOR TAMBÉM!
    PARABÉNS PELA EXPLANAÇÃO.
    VOCÊ É FANTÁSTICO!
    BOM FINAL DE SEMANA E FIQUE COM DEUS!

    ResponderExcluir
  18. O primeiro elemento que me chamou a atenção foi a foto, linda! Parabéns a ele.
    Sua rica explanação me fez lembrar de algo que sempre questiono: porque os políticos, ao se dirigirem à nação, sempre dizem "meus amigos e minhas amigas", "companheiros e companheiras"... ? (haveria necessidade dessa diferenciação?)

    No meu canto, pode "encher linguiça", pois quem tem seu talento só encanta.

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  19. Boa linguiça essa sua hein?! Eu fico com a concordância geral, plena e irrestrita entre os sexos!
    Beijuuss, Bruxo amaaado, n.a.

    ResponderExcluir
  20. Pensei que encher uma linguiça equivalia ao que em Portugal chamamos encher choruriços, mas vejo que não é assim. Encher chouriços é como discurso de politico. Fala, fala, fala e não diz nada. Mas este seu encher linguiça foi uma autentica lição de gramática.
    Um abraço e uma Páscoa Feliz.

    ResponderExcluir
  21. Excelente blog! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado TPM Links - Tudo para mulheres, super bacana, uma ótima forma de divulgar seu site.
    http://www.tpmlinks.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Nada contra o sexo dos anjos ou tudo o mais. Eu apenas queria parabenizar meu afilhado Daniel pela belíssima foto que ilustra a matéria. bjus.

    ResponderExcluir
  23. Amigo querido!
    Vou te oferecer hoje chocolate com a pimenta com que me temperaste o meu feijão com açúcar.
    Beijosssssss ardidossss e queridossssssss!!!

    ResponderExcluir
  24. Retribuo, com carinho, seus votos de Feliz Páscoa. Não quero chuva na alma, nem no corpo (rss), porque pretendo ver o mar, com sol, mais uma vez, depois dos feriados.
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  25. A nossa querida Glorinha de Lion
    partiu. Estou profudamente
    triste. Não sei se já sabia.
    Paz à sua alma.
    Bj.
    Irene

    ResponderExcluir
  26. Que tudo de bom possa te acontecer!
    Que você lute...Que você vença...
    Que você conquiste...
    Que você realize...
    Que você ame...
    Que sua vida seja Um eterno sorriso.
    Um Feliz Final De Semana.
    Uma Páscoa Abençoada Em Cristo Jesus.
    Ter vc comigo é maravilhoso!
    Obrigada pelo carinho e sua amizade.
    Que Deus te proteja hoje e sempre.
    Não se esqueça que ...
    Estou seguindo -te e te amando .
    Tem Um Presente De Pascoa Para Você Na PostaGem.
    O Blog Do Brasil Hoje é MEu Site
    Que esta na Postagem.
    **Fonte De Amor**

    ResponderExcluir