sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A árvore

     Prosseguindo com esta série natalina, é a vez de abordarmos a Árvore de Natal; mas antes permitam que eu e alguns amigos prestemos homenagem a três pessoas que têm seu "natal" nesta data - ou próximo a ela: minha irmã Tania, nosso amigo Tatto e a saudosa D. Lucy, mãe de nossa querida Regina Rozembaum. E como o assunto é árvore,  pedi socorro à nossa sempre prestimosa amiga Graça, que se associou à homenagem, mandando-me estas obras-primas:


     Pois outros amigos nossos vieram se juntar à festa: a Milene, a Denise e a Regina me pegaram distraído no Messenger e após uma curta negociação, com seu poder de sedução feminina (enfatizado por ameaças subliminares de desprezo eterno) convenceram-me a servir um bolo feito pela Denise em homenagem ao Xipan-Tatto:
By Deny - com "pitacoria artística" dos demais participantes


     FALHA MINHA
     A Regina havia me mandado um e-mail com um texto homenageando o Tatto-Xipan, para ser publicado aqui. E eu não percebi!     Não vou ficar inventando meias-verdades ou procurando meias-mentiras para desculparem-me o indesculpável. Limito-me a pedir humildemente perdão aos amigos. E a remendar, como possível, este "post", inserindo tardiamente o belíssimo texto da Rê.
     Às vezes o homem Tatto, noutras o símio Xipán... O que importam os nomes? Pra mim é o Peludim mais amaaaado dessa sua Rêzininha da Grória. Essencial mesmo é a absoluta bem querência por este SER blogosfera a dentro. O homem, o Xipán, é mestre na arte de cativar, provocar risadas, agregar e propagar amizade. A generosidade é outra das suas fortes e lindas características. Basta sair por aí de galho em galho nessa imensa floresta virtual chamada blogosfera que é fácil encontrar sua marca enfeitando a casa de muita gente. Sempre criativo e solícito já criou coisas lindas para muitos de nós, não importa se chove ou faz um sol daqueles perfeitos pra uma breja... Ele não se nega a atender um pedido amigo. Na ânsia de retribuir um cadiquim do tantão que esse SER fabuloso doa, não houve alternativa a não ser me derramar em admiração e amizade, me socorrendo no clichê mais oportuno e verdadeiro: AMOTE Tatto, Xipán Zeca, Peludim!
FELIZ NATAL!
     Segure aí um cadiquim dos meus desejos procê, porque se fosse tudim da bem querência que te tenho, num caberia aqui não:
UMA FLORESTA INTENSA
UMAS BREJAS GELADAS
UMA CHICA PROCÊ CHAMAR DE SUAVIDA... PRA SER VIVIDAMENTE VIVIDA COM SAÚDE E ALEGRIAS.
                                                                                                Beijuuss, felizes, nos pelos!
Rézina da Grória
     E, em homenagem a macacos, humanos e anjos, vamos deslindar a história da Árvore de Natal...

*  *  *  *  *
     Dentre todos os seres que habitam este planetinha, nenhum é mais nobre que a árvore.
Araucária - Curitiba, 1977 (RRB)

     Não é exagero.  Rainha dos vegetais, ela - como seus súditos - alimenta-se de luz, erguendo alto sua copa; e através do milagre da fotossíntese, constrói seu tecido vivo a partir dos minerais inertes do solo, onde mergulha fundo suas raízes, tornando-se assim o símbolo perfeito da ligação entre  a Terra e o Céu!
     Enquanto viva, ela distribui suas bênçãos em forma de frutos e flores, sementes e oxigênio, sombra, alimento e abrigo, e mesmo depois de morta fornece a seu predador o lenho para sua habitação, suas embarcações, seus apetrechos e seu aquecimento.
     Cinco mil anos atrás, qualquer moleque sumeriano analfabeto conhecia mais intimamente esse ser nobre que qualquer um de nós, modernos "civilizados". Através dos tempos, encontramos mitos e lendas, rituais e costumes que demonstram o profundo respeito que o bicho-homem tem (ou tinha) pela natureza em geral e pelas árvores em particular. Vejamos um excerto da Wikipedia:
     "Entre os egípcios, o cedro se associava a Osíris. Os gregos ligavam o loureiro a Apolo, o abeto a Átis, a azinheira a Zeus. Os germânicos colocavam presentes para as crianças sob o carvalho sagrado de Odin. Nas vésperas do solstício de inverno, os povos pagãos da região dos países bálticos cortavam pinheiros, levavam-nos para seus lares e os enfeitavam de forma muito semelhante ao que faz nas atuais Árvores de Natal. Essa tradição passou aos povos Germânicos."
     É nesse contexto histórico que devemos buscar a origem e o significado da Árvore de Natal. Quando São Bonifácio tentou abalar essas crenças pagãs na Turíngia, cortando a machadadas um pinheiro sagrado, teve tal insucesso que resolveu mudar de tática: decidiu então associar os pinheiros aos ensinamentos cristãos, comparando sua perenidade à eternidade de Jesus. Essa seria a origem da Árvore de Natal. Outras versões mencionam Martinho Lutero como o iniciador da tradição.
     Citando ainda a Wikipedia: "...a moderna Árvore de Natal teria realmente surgido na Alemanha entre os séculos XVI e XVIII. Não se sabe exatamente em qual cidade ela tenha surgido. Durante o século XIX a prática foi levada para outros países europeus e para os Estados Unidos. Apenas no século XX essa tradição chegou à América Latina".
     E mais: "Atualmente essa tradição é comum a católicos, protestantes e ortodoxos". E acrescenta que algumas famílias judaicas da América do Norte adotaram o costume de ornamentar um arbusto - o "arbusto do Chanucá" (festa judaica comemorada em data próxima ao Natal), numa espécie de sincretismo com a Árvore de Natal cristã.
     Vamos pois, amigos, evitar cortar árvores para ornamentar nosso Natal. Este é um dos casos em que podemos - e devemos - usar uma réplica artificial em lugar do produto natural. O Xipan e o mundo agradecem.


     Última hora: Ontem, dia 25, o filhão Ricardo recebeu seu diploma de Controlador de Tráfego Aéreo. Com excelente classificação, já tem emprego garantido - e aqui perto, em Jacarepaguá! Bravo, Ricardo!
     Outra nota: Consuelo, mãe do menino Arthur - cuja luta vários amigos já conhecem - pede para divulgar que ela prossegue em sua batalha em
http://www.4moms.com.br/index.php/2011/11/consuelo-de-freitas-machado-martin/


Próximo artigo desta série: Origens - 3/12.

32 comentários:

  1. Tua série natalina está supimpa, na falta de um adjetivo que talvez não exista para qualificá-la com justiça. Como o pinheiro foi citado, tomo a liberdade de transcrever trecho de texto meu que fala dessa maravilhosa árvore que é uma das mais antigas do Planeta: "Tive a sorte de passar minha infância e parte da adolescência à sombra dos pinheirais do Paraná, catei pinhões e os comi no “sapêco”, que é a maneira indígena de assá-los, ou amassados feitos "bilé" que é como as famílias pobres, que só possuem fogões à lenha, os comem. Hoje os pinheiros que, pela abundância, conferiram ao Paraná o título de Terra dos Pinheirais, quase desapareceram frente à ganância desenfreada dos madeireiros míopes que enxergam apenas até onde seus machados e serras motorizadas alcançam. De forma geral, quase todos os remanescentes da mata de araucária encontram-se hoje muito fragmentados e dispersos, o que contribui para diminuir ainda mais a variabilidade genética de suas espécies, colocando-as sob verdadeiro risco de extinção"

    ResponderExcluir
  2. barcellos .. amigo bruxonildo... rss
    Concordo contigo desde a primeira linha deste maravilhoso texto enriquecido de sabedoria e informações.... Natalíticamente falando ... SUPÍMPA eu diria...
    E ser citado em um de seus textos foi digno de envergada de espinhéla... do súdito Macaco.

    DéusssssssssssssKiajude... e te conserve véi bruxo do bem....

    Forte abraço
    Tatto

    ResponderExcluir
  3. Se não puder vence-los, junte-se a eles! Como os religiosos não conseguiram banir os já tradicionais costumes pagãos, incorporaram-nos às suas festas e rituais!
    Eu sempre me perguntava porque na festa de aniversário de um Messias que nasceu no deserto havia um pinheiro coberto de "neve".
    Benditas sejam as árvores, e benditos os que as respeitam como você!
    Abraços, amigo!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo posta e ainda com essa mensagem tão verdadeira ao final. Preservar as árvores sempre... abraço,chica

    ResponderExcluir
  5. É isso mesmo, meu querido amigo!!

    O Xipan agradece, sim...vamos de Árvore de Natal de plástico mesmo, de outro material qualquer, bonito e colorido, que as lojas vendem de montão... e não sair por aí cortando e destruindo as pobrezinhas... a ecologia agradece, em nome da nossa linda terra!!

    Seu post de hoje está um "must", Rodolfo, sabe por quê?? Eu acho a história da origem da árvore de natal cheia de magia, com São Bonifácio ou com Lutero, não importa. Tá tudo perfeitamente bem descrito aqui.

    Parabéns, portanto, pela belíssima dissertação, onde você é primoroso por demais: introduz o assunto-chave, vai para o contexto histórico, e daí discorre sobre o assunto propriamente dito.
    Excelente! Eu adoro ler suas produções, que, além de informativas, são ricas nas técnicas de redação, porque você é fera e sabe muito bem disso!!!

    Ah, tenho pra vc um presentinho de Natal...vou colocar no blog de scraps, vc poderia fazer o grande favor de retirá-lo lá??
    Te aguardo, então.

    Grande abraço e...continue teimando!! A gente aprecia e gosta e aplaude.
    Com carinho,

    ResponderExcluir
  6. A-mi-go!!

    Então, além de teimoso, vc ainda possui outras qualidades, é?? vixe, meu querido...(1,2,3,4,5...rsrs)

    O seu presente vai estar lá daqui a pouco...não é nenhum daqueles lá!rs
    Mas eles tb são para vocês, mesmo.

    *Aguardo-o, mas lembre-se: daqui a pouco, seu teimoso, curioso, querido e amado.

    Outro abraço, visse?

    ResponderExcluir
  7. Rodolfo, amado!
    Mais uma vez, uma vez mais impecável sua narrativa histórica. Uma pergunta, posso? Em sua pesquisa onde retirou que..."Algumas famílias judias da América do Norte adotaram o arbusto do Chanucá"... a que arbusto se refere?
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  8. Pronto!

    Bruxinho da Milene e do Xipan...pode ir buscar!!

    Não espere nem mais um 'minutio': vá depressaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!

    ResponderExcluir
  9. - Graça, já estive lá e (depois de babar um pouco) "roubei" suas belas dádivas. Obrigado pelos mimos; terão em breve seu lugar de honra nos Sete Ramos.
    - Regina, o arbusto do Chanucá é parte da ornamentação da festa que comemora a vitória dos Macabeus contra as forças do rei sírio Antíoco IV (167 a.C.), que havia destruído o templo de tal forma que "arbustos cresciam entre as ruínas", conforme o Livro dos Macabeus (1 MC 4.38). A festa acontece no dia 25 do Kislev judaico, que é sempre próximo ao Natal cristão.
    - E a todos os amigos, grato pela força... e mais uma vez, Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  10. Cada vez melhor essa série, e além do teu texto primoroso, ainda se enriquece com os comentários cheios de informação. Tá demais isso aqui, heim?

    Bruxinho meu e do Xipan? Gostei disso não, achei que tivesse o monopólio desse seu título. Mas como estamos às vésperas do Natal, em homenagem a tua maravilhosa postagem, vou abrir esse meu coração ciumento.

    Beijos, querido Rodolfo.

    ResponderExcluir
  11. Como sempre o texto é sem comentários, gostei das imagens também, e parabéns pro Ricardão abração Rodolfo :-)

    ResponderExcluir
  12. Barcellos meu véi!

    Agradeço a ti e a "galerinha convincente" rss, de poder EU... Fazer parte desta tua postagem...
    Tankís....

    "Amigo é coisa para se guardar
    Debaixo de sete chaves
    Dentro do coração
    Assim falava a canção que na América ouvi
    Mas quem cantava chorou
    Ao ver o seu amigo partir
    Mas quem ficou, no pensamento voou
    Com seu canto que o outro lembrou
    E quem voou, no pensamento ficou
    Com a lembrança que o outro cantou
    Amigo é coisa para se guardar
    No lado esquerdo do peito
    Mesmo que o tempo e a distância digam "não"
    Mesmo esquecendo a canção
    O que importa é ouvir
    A voz que vem do coração
    Pois seja o que vier, venha o que vier
    Qualquer dia, amigo, eu volto
    A te encontrar
    Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar."


    Deussssssssssskiajude à TODOS
    Tatto ( moçônado pra carái )

    ResponderExcluir
  13. Barcellos,
    Excelente, esse mergulho neste símbolo natalino. Abraços, JAIR.

    ResponderExcluir
  14. Bem, então depois de uma respirada beeeem funda vamos lá: OBRIAGADA Graça e Rodolfo por incluir mamãe nessa árvore. Tenho a certeza que onde ela está, segue fazendo o que de melhor sempre soube: guiando-nos amorosamente como uma verdadeira comandante guerreira! A Tânia, irmã desse Bruxo que tanto amo, vão meus desejos de um natal abençoado e um novo ano de vida repleto de harmonia, saúde, alegrias e muito amor! Ao Ricardão (filhão + Ricardo)os parabéns e votos de muito sucesso no novo emprego. E a esse SER, em forma de macaco, Peludim amaaado...pera, acho que vou lá deixar o escrito.
    Beijuuss, em todos,recheados de alegria e gratidão!

    ResponderExcluir
  15. Você se supera sempre..
    Por conta de um coração único e generoso
    que tens..
    Parabéns a todos,aqui citado.
    Em especial ao tatto, que não
    pude mais comentar no blog dele ,
    não por falta de vontade mas por que lá
    não abre mais pra mim, a pagina sempre trava
    ou fica toda verde e não mostra nada...

    Então parabéns por aqui..

    Beijo meu pra vc anjo querido!

    ResponderExcluir
  16. De novo, novamente e mais uma vez... PARABÉNS RI... me sinto muito orgulhosa com sua vitória.
    E parabéns pro paizão tb. Bjus meu irmão.

    ResponderExcluir
  17. Te deixo muita Alegria, Muita paz, Muita energia e meu eterno carinho por você!
    Vc é muito especial para mim Existe um lugar onde tudo é possível.
    Onde o amor é verdadeiro. Onde não existe um preço a pagar.
    Onde tudo se conquista, nada se compra. Onde os dias são calmos e só se ouve verdades.
    Obrigada por tudo por essa amizade linda que me dedica.
    Estou retornando devagar conto com
    sua presença no meu blog sempre que for possivel.
    A novidade linda e maravilhosa que tinha para contar
    é que serei em julho bisavó isso ñ é maravilhoso?
    .•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*.*...*...*
    Que Deus te abençoe sempre .
    um lindo final de semana.
    Evanir.
    Estou seguindo-te e te amando para sempre .
    Parabéns a todas pessoas homenageadas aqui no seu blog beijos a todos com carinho.

    ResponderExcluir
  18. Barcellos, quero pegar carona nessas tuas homenagens a tantas pessoas queridas!
    Parabéns ao Richie pelo sucesso!
    E você sacudiu tanto os galhos desta árvore que fez espirrar de lá de cima um certo macaquinho que andava sumido!
    Parabéns a ele também!
    Que baita post! Tem de tudo, até a explicação de mais um costume que acabou nascendo de uma mancada, neste caso, do velho Bonifácio!
    No Natal eu não uso mais a árvore, mas um pequeno presépio! Acho que tem mais a ver com a data né?
    Abração, velho mestre!

    ResponderExcluir
  19. Eu curtia o natal quando tinha meus filhos crianças, hj, curto em função do meu neto, e tenho árvore que não monto faz tempo, mas pretendo etomar pq minha caçula adora...quer uma beeeemmm grande, e os enfeites têm de ser bolas e "coisinhas"coloridas...será que foi pq assim eram as nossas árvores aqui em casa?...rs

    Bom saber desse nosso poder de persuasão...rsrsrs..ficou legal a postagem...parabéns para os aniversariantes - presentes e ausentes. Vi que o Xipan deu uma passada aqui, mas o cipó tava curto e ele não foi pra casa ainda...vai ver nesse galho em galho encontrou um montão das brejas que a Rê mandou prele...rsrs

    Bom fds pra vc, Rodolfo, hj o beijo pra Dona Lucy, Tania e Tatto...pra vc, um carinhoso e especial abraço, tá?

    ResponderExcluir
  20. Parabéns então ao Tatto, Dona Lucy e Tania!!
    Onde estiverem que continuem sua jornada na paz e no amor de Cristo.
    O Xipan pode ficar tranquilo pq nunca teria coragem de cortar árvore nenhuma...kkkkk...minha arvore é feita de galhos secos apanhados já no chão e com a permissão das suas mamis. As árvores lançam seus frutos e dizem que a conhecemos por eles....e no meu caso, elas também lançaram seus galhos, que não eram do Xipan.
    Parabéns ao filhão Ricardo também!

    Beijos amigo!

    ResponderExcluir
  21. Dona Lucy como estrela maior dessa árvore ficou muito bem colocado...

    Merecidíssima homenagem, assim como à Tânia, afinal, irmã de bruxo querido deve ser tão querida quanto. Abrace-a por mim.

    E ao Tatto (pra mim é o Tatto que de fato importa, o Xipán é consequência), muito motivo pra tomar breja nessa vida, sempre com aqueles olhos lindos brilhando de felicidade.

    Beijos, Rodolfo.

    ResponderExcluir
  22. Obrigado a todos os amigos. Especialmente à Milene, que percebeu a minha imperdoável falha em não inserir o texto da Regina e ficou me tocaiando no Messenger para me avisar.
    Remendei o "post" do jeito que deu. E acho que conheço meus amigos o suficiente para dizer:
    "Amizade é aquele elo inexprimível que desculpa o indesculpável e dispensa explicações para o inexplicável".
    OBRIGADO, AMIGOS!

    ResponderExcluir
  23. Rodolfo, se conheço bem nossos amigos, uma distração não afeta o que existe de tão maior e infinitamente valioso...as palavras da nossa Leoa (quase domesticada...rs) tão lindas e verdadeiras completaram teu post muito bonito, incluindo a todos com afeto, deferência e bonita consideração.

    Um beijo para todos que passarem por aqui!

    ResponderExcluir
  24. Oi Rodolfo...
    Puxa..eu chegando atrasada pra festa!!!
    Mas não importa.. O que importa é esta linda homenagem que você fez a estas pessoas tão especiais. ATODOS os meus mais sincero Parabéns.
    A Estrela MOR, dona Lucy, a sua Mana Tanya, ao querido Tatoo, esta pessoa especia hiper especial
    que tantos nos alegra com seu bom humor e inteligencia.

    E voce ainda nos brinda com este texto contando a história d arvore de Natal.

    A seu filh, o meus parabéns pela conquista, que ele por certo fez por merecer.

    Eu aqui com coração de mãe apertado. A Bruna tem prestado vestibular, e hoje esta prestando FUVEST.
    Meu coração de mãe..imagin como está!

    Tudo eu sei..com ingrediente muito especial. O AMOR, que voce coloca m tudo que você faz!!

    Um beijo... e o meu carinho...sempre..

    ResponderExcluir
  25. Amigo,

    Belo post, inclusive eu não sabia do níver do nosso querido amigo Tatoo e já corri lá prá deixar meu beijinho e meu abraço!

    Beijinhosssssss

    ResponderExcluir
  26. Amigo querido!!

    Hj venho te desejar luz para vc hj no tempo do Advento. Tempo de renovação da fé e da esperança, que o ser humano, um dia, seja capaz de superar as falhas, as doenças físicas e mentais, e deixar nascer o Homem são, capaz de espelhar em si o cosmo, ou seja, torne-se o próprio filho de Deus.

    Beijos,

    Carla

    ResponderExcluir
  27. Rsrs... Tocaio mermo!

    Ficou bacaninha o remendo, moço. Tudo não passou de um grande desencontro nesse mundo eletrônico maluco, mas agora tudo está como deveria.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Como não conhecia esse nosso mundo virtual, por ocasião de suas postagens natalinas anteriores, para mim tudo é novidade e tudo é lindo. As homenagens que vi aqui, certamente são merecidas e nascidas no coração. Todo esse pessoal amigo que o visita demonstra um carinho que, em pouco tempo de convivência, já passei a alimentar. Você é muito especial, em suas postagens e nas nossas casas.
    PARABÉNS a seu filho, pela conquista. Escolheu um caminho que requer conhecimento, talento e sensibilidade. Se puxou o pai, tem todas essas qualidades.
    Continuo torcendo pela Consuelo, que trava uma árdua luta e merece aplausos.
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  29. Tenho certeza que Dona Lucy, lá do lugar maravilhoso onde se encontra, como estrela guia, continuará mandando vibrações de luz, paz e amor a todos que aqui ainda permanecem. Acho que vou pedir-lhe que proteja meu blog tb, o que v acha? Linda semana, beijo grande

    ResponderExcluir
  30. Be cool...tudo certo amigo!
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  31. Nossa!, R.R.Barcellos, esse Post apareceu em minhas atualizações, porém quando entrava dava um aviso de "página não encontrada", agora que vi. Vim aqui deixar um recado e vejo esse post.

    Parabéns aos Aniversariantes!, Paz, Luz, Saúde!

    Adorei a história das árvores, a minha é artificial.
    Parabéns ao seu Filho...um orgulho e uma dádiva quando bem encaminhados.
    Que a Consuelo e Arthur tenham Paz em meio a todo esse estresse.
    A.

    ResponderExcluir