sábado, 1 de janeiro de 2011

Tudo (de) Novo

   Oito horas. Após uma noite bem vivida e mal dormida, acordo para um dia novo de um mês novo de um ano novo. Expulso com relutância a preguiça do corpo e a lassidão da alma. E os pedacinhos que teimam em se grudar em mim, lavo-os com duas ou três mancheias de água fria.
   Sou o primeiro a despertar, mas não o único acordado. Meu neto, o Daniel, tresnoitou; está fazendo suas explorações por mares nunca dantes navegados, no lapitópe da mãe. Mal e mal ouve meu bom-dia, e responde com um distraído aceno de mão.
   Providencio o café. Enquanto a máquina borbulha, engasga e gorgoleja, destilando o líquido escuro e quente, o aroma cálido se espalha pela casa. Aproveito esse tempo para cuidar do Bob, o Dashund hemiplégico cujo universo está limitado aos quatro metros quadrados de varanda que sua corrente lhe permite explorar. Recolho o produto da reciclagem noturna e coloco mais matéria-prima na sua tigela, sabendo que em breve terei que repetir a operação.
 

    Mãos lavadas, saboreio o café, enquanto esquento as turbinas de meu PC. "El Brujo", meu alter ego, consulta sua bola de cristal e alerta:
   - Tá todo mundo dormindo ou de ressaca, ainda. Você não vai encontrar nenhum conhecido na blogosfera a essa hora.
   - Quer apostar? Essa sua bola num tá com nada. Tenho certeza que a Rê já postou matéria nova. E aposto, ainda, que vou ser o primeiro a comentar.
   O PC está pronto. Abro o FireFox e deparo-me com minha primeira tarefa de BIOS no ano: um aviso de que preciso atualizar o navegador.
   Tarefa cumprida, com alguma impaciência, entro finalmente no "blogger" e exulto:
   - Eu não disse? Taí o "Tofora-Todentro"... matéria nova!
   "El Brujo" torce o nariz:
   - Everson Russo? Quem é?
   Não lhe dou muita atenção. Rolo a tela do divã rapidamente, sem nem prestar atenção na matéria, em busca dos comentários - e exulto novamente:
   - Zero comentários! Tás mal, velhote... isso ainda é ressaca...
   Ele fica em silêncio, mas não parece desapontado. Dou de ombros e abro a janela de comentários. Mas paro com os dedos suspensos sobre o teclado: comentar, como? Com que será que aquelas duas-em-uma haviam nos presenteado?
   Releio rapidamente a matéria, e começo a digitar... e as frases vão saindo, e o comentário vai crescendo, e eu cada vez mais nervoso, e "El Brujo" cada vez mais tranquilo...
   Percebo que não vou dar conta desse comentário. Pespego-lhe um "Select all" e um "Ctrl+c"; faço um pequeno comentário, convidando a Rê e a Gina a se darem ao trabalho de virem, por favor, ao "Sete Ramos" para comemorarmos juntos a vitória de meus poderes proféticos sobre a bola fajuta do meu alter ego. Clico em "Publicar comentário" e...
   - Três comentários?!  O meu é só o terceiro?! Mas quem...
   "El Brujo", ainda olhando tranquilamente para o teto, mal disfarça um sorriso zombeteiro.
   - Mas isso não vale! Olha só quem comentou! Foi a Amélia... sabe que horas são, em Portugal?
   O sorriso agora é aberto, e recebeu um "upgrade": de maroto transformou-se em sarcástico.
   Tenho que me conformar com o empate técnico, embora saiba que a vitória moral foi dele... mas temos mais 364 dias de desafios mútuos, este ano; por agora, vamos dar um "Ctrl+v":

- Rê, feliz post novo em um dia novo, de um mês novo, de um ano novinho em folha. E você me parece estar em plena lua-de-mel com você mesma... oi, Gina! As duas rosadas como a Mi, frescas como a Si, perfumadas como a Lu, alegres como o Xi e animadas como só vocês mesmas...
- Everson Russo, hein? Já tinha ouvido falar... e de cara, gostei do cara...  ainda mais com essa amostra-grátis que vocês me trouxeram e com a recomendação em concordância das duas, que adoram discordar.

- Prazer, Everson... a gente já se conhecia? Já vou providenciar mudanças no meu itinerário habitual, para incluir o Livro dos Dias nas minhas visitas periódicas.
- E às duas descobridoras de talentos, parabéns - extensivos ao Tatto - pela pequena obra-prima que abre o post do divã. Casamento perfeito de texto e imagem!

PS: Se algum de vocês tiver trânsito nos subterrâneos do Planalto, por favor avise a algum acólito da nova soberana que eu aproveitei os primeiros minutos do ano para consertar os vazamentos daqui de casa... a nossa querida mãe gentil que se cuide...

15 comentários:

  1. Jajajaja...

    Olá Rodolfo,

    mas também aqui sou o teu primeiro comentário de 2011!

    Sim, eu penso que te levo 3 horas de avanço...

    Ahhh... vejo pela TV a tomada de posse de Dilma Rousseff...

    Um beijo e FELIZ ANO NOVO...

    Jajaja... sabes de que me rio...

    Dilma acabou de dizer... "para que outras mulheres possam ser presidentas... jajajaja

    ResponderExcluir
  2. Desculpa se por aí se diz presidenta, mas por cá, em português correcto, diz-se "A Presidente do Brasil..."

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Ah Bruxo, amado e querido nosso (tenho que pluralizar)que delícia começar o ano assim...bacalao no forno - Amélia que nos diga! - os poucos amados, remanescentes, assistindo à posse da sua presidenta (ainda demoro uns goles a mais de um Alfredo Roca/Malbec safra 20007 Mendoza da querida Argentina de Sérgio para engolí-la)e cantando o hino da bandeira (uma de minhas irmãs, a segunda mais velha foi sua colega aqui em Beagá...affff)e ler essa crônica deliciosa! Tem maneira melhor de comemorar os dois anos do Divã? É meu Brujo, hoje faz dois anos que me aventurei... Pensei em celebrar, como já fez Memem, vc e tantos outros. Mas, como escrevi prá Xipán niver de amado é mais importante que niver de blog! Assim, agora já mudando de país, mas ainda continuando nessa América do Sul, viajo para o Chile e com um Altue/Cabernet Sauvignon brindo você, nós, os amigos amados e a esse 1º dia de muitos outros que nos aguardam...novos e sempre "Rê"novados em bemquerência!!!
    Beijuuss, estalados de novos, n.c.

    ResponderExcluir
  4. Um beijo querido.. neste dia um!

    ResponderExcluir
  5. Meu querido Rodolfo, eu não sei se acordei, não tenho certeza se ainda é 2010 ou 2011..Ahh é 2011 sim,lembrei dos fogos...Ai, essa descrição do café me deu vontade... amo café... E que forma linda de falar do cocozinho do seu cão. Poeta, cronista... sei lá... pra mim vc é um artista; feiticeiro, bruxo, sei lá... pra mim vc é uma alma iluminada e uma mente brilhante.
    1 DE JANEIRO 2011, PROSSIGO, TE SEGUINDO.

    ResponderExcluir
  6. [réplica]
    Voltei... querido amigo,pra concordar com vc sou pura provocação e muita fita...rs. Nada pode ser absolutamente levado a sério nos meus textos, porque amanhã posso acordar, desmentindo e discordando de tudo que disse...como Cazuza disse... ele cantava de besta... e eu escrevo de besta, de besta!
    Mas, sou sim, 08 ou 80!
    E as pessoas que eu gosto, eu gosto bastante.
    Gosto de tu!

    ResponderExcluir
  7. É, amigo, como eu já previra, você logo estará livre para trombonar à vontade!
    Praticamente não dormi, desde o ano passado até agora, assim, estou meio cambaleante!
    Amanhã estarei em melhores condições de coordenar as ideias!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. - Amélia, minha querida primeira comentadora (ou será comentarista, em português correcto?) e da Re-Gina, no ano... não sei se a nossa presiden-te/ta vai cumprir suas belas resoluções de ano novo, ou de mandato novíssimo, que ela expôs com tanta sinceridade... aliás, fiquei emocionado quando ela me chamou de "querido" - que intimidade tocante!
    - Mas espero que nossa querida mãe gentil, que mora em nosso peito varonil, se esforce para cumpri-las, ou será chamada, com certeza, por títulos cuja grafia e pronúncia é sobejamente sabida por todos os seus queridos, mas que, por razões óbvias, não quero explicitar aqui. Beijos d'além mar pra você, querida.

    - Rê-Gina, minhas queridas primeiras postadoras do nosso círculo, no ano... o que que o Sergio fez naquele fusquinha? Adaptou para plutônio? De qualquer maneira, creio que essa safra do ano vinte mil e sete deverá produzir um Alfredo Roca/Malbec de superior qualidade, que ajudará a engolir, senão um sapo, pelo menos uma mãezinha gentil.
    - E você deve se lembrar que, numa dessas viagens no tempo, em deixei um TôDENTRO no post inaugural do divã... de modo que passei a perna na Amélia e em todo mundo: sou o seu primeiro comentador em todos os tempos!
    - E concordo com você... amigos são muito mais importantes que blogs: eu só fiz aquela festinha no "Sete Ramos" em função dos amigos.
    - Aliás, antes que me esqueça (de novo): parabéns ao Everson. E pra vocês duas beijos estalados também (sempre em númer par, para não dar briga).

    - Pat, minha querida... muitos beijos pra você, também... e obrigado por dizer "presente".

    - Si, minha querida... Quando li seu texto, logo percebi que você estava usando uma máscara para esconder sua profunda sensibilidade; mas "sob o manto diáfano da fantasia", eu vislumbrei a "nudez radiosa de sua alma"... e fiz aquele comentário pra provocar, mesmo.
    - E fico lisonjeado mesmo quando você elogia qualquer escrito meu: além de entendida no assunto, você não "doura a pílula", e mete bronca quando precisa. Aliás, adorei seu modo de se referir aos produtos do processo de reciclagem do Bob... se bem que "cocozinho" é uma alegoria um pouco poética demais para o que ele realmente faz. Beijos pra você, também.

    - Leonel, meu que... que que é isso? Essa doença da Dilma é contagiosa, sô! Cala-te, boca!
    - Caro Leonel, eu sempre cumpro minhas promessas. Acontece que sou previdente, e passei metade de dezembro consertando todos os vazamentos, menos um... o mais fácil.
    - Mas você também é um excelente profeta, hein! Abraços... e boas previsões neste ano.

    - Ô, Brujo! Pronto! Já acabei!
    - Não, não pretendo entrar para o "Guiness"... para de encher o saco.

    -Fui.

    ResponderExcluir
  9. Jajajaja

    Hola Rodolfo,

    ya me reí contigo y con los comentarios de Amélia y de Regina... jajaja

    Cuanto cariño de vuestra Presidenta... Amélia me va a matar...:=) pero llamarte de querido en el primero del año es mucha suerte, no?

    Pero no te enojes con Amélia por haber llegado antes... en el tuyo también fue la primera.

    Se va a enojar, porque en el mio no!!! Es broma!

    Amigo Rodolfo, te deseo lo mejor para el año recién estrenado!

    Mi abrazo argentino,

    Sergio.

    ResponderExcluir
  10. A ignorância de alguns políticos confunde até os irmãos lusitanos, que acabam pensando que aqui no Brasil se fala "presidenta"!
    Mas só quem fala assim são os pingúços do boteco, que fugiram cedo da escola!
    Que vergonha!

    ResponderExcluir
  11. Vixe...fugi da escola, sou pinguça de vinho ainda a ser produzido...20007 rsrsrs será isso um presságio, que ainda voltarei muitas e muitas vidas???!!! Ainda não aprendi as lições... SHAME OF ME
    "Não me convidaram
    Pra esta festa pobre
    Que os homens armaram
    Pra me convencer
    A pagar sem ver
    Toda essa droga
    Que já vem malhada
    Antes de eu nascer...
    Beijuuss domingueiros n.c.

    ResponderExcluir
  12. Barça, vejo que você acordou em 2011 com a pena afiada, parabéns. Eu produzi muito neste pequeno recesso que me dei, mas só vou publicar aos poucos. Que este ano te seja melhor do que 2010 para você.

    ResponderExcluir
  13. Rodolfo

    é bom estar aqui...

    ler maravilhas e te desejar um doismileonze daqueles

    beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir
  14. El Brujo...
    Tudo benzinho?

    Também tive uma noite de reveillón muito bem vivida e não dormida. Misericórdia! Ainda sinto o sono retroativo... Logo eu que de preguicinha não tenho nada.

    Que bacana ler esse Rodolfo a nossa procura blogs afora. Que bacana estarmos todos aqui e receio (receio nada!) que assim será por todo esse ano que tomou conta do pedaço.

    Podexá que a próxima cartinha que escrivinhar ao Planalto, darei seu recado a moça de lá.

    Beijo especial, porque é o primeiro de tantos que te darei esse ano.

    Cuide-se, sempre e tanto!

    ResponderExcluir
  15. El Brujo... El cabonguê ... como diria Pepe Legal..
    Meu primeiro Deusssssskiajude de 2011 procê meu véi amigo Barcellos...
    P.S.- Qto a resposta das bandas eu respondi lá mesmo...rsss

    Abraços
    Tatto

    ResponderExcluir